Blog

Entenda a diferença entre portaria inteligente, virtual e remota

4.04.18

|

postado por MARKETING KIPER

|

TECNOLOGIA

Com o aumento da demanda por maior segurança e a necessidade de redução nos custos operacionais da gestão condominial, a procura por novas tecnologias tem se tornado uma realidade cada vez mais comum. A iniciativa também proporciona a modernização na rotina do condomínio que passa a acompanhar a evolução do setor imobiliário ao implementar a portaria inteligente, virtual ou remota para automatizar o acesso ao condomínio.

Se você é síndico ou morador, deve estar se perguntando qual a melhor solução adotar para o seu condomínio, não é mesmo? Justamente para esclarecer dúvidas como essas, nesse artigo vamos explicar a diferença entre a portaria inteligente, virtual ou remota, distintas tecnologias de segurança privada disponíveis no mercado.

Fazendo uma rápida pesquisa na internet, é possível constatar o aumento no número de furtos e assaltos a condomínios residenciais. Em muitos casos, as ocorrências acontecem por consequência de falhas humanas. Isso se deve ao fato dos assaltantes estarem cada dia mais criativos na hora de invadir condomínios residenciais. Esse é um fator que impulsiona a busca por um maior aparato de segurança nas imediações do prédio.

Por ser considerada uma tendência, a implantação de soluções tecnológicas de segurança condominial está em alta. Mas, diante da diversidade de opções disponíveis, é importante entender qual delas é a mais vantajosa. Afinal, muitos acreditam que as tecnologias sejam semelhantes, diferenciando-se apenas pela nomenclatura. Mas isso não é verdade.

Portaria inteligente, virtual ou remota: avalie a melhor solução para o seu condomínio

Conhecer melhor as tecnologias e inovações disponíveis no mercado de segurança condominial pode ser determinante para dificultar a ação de criminosos e proteger os condôminos. Por isso, antes de escolher pela portaria inteligente, virtual ou remota, é importante avaliar todos os custos envolvidos, os prós e contras, entre outras questões.

Ao elaborar o planejamento financeiro para o próximo ano, é essencial que o síndico avalie todos os custos que envolvem a continuidade de manter profissionais de forma presencial. Os valores referente a encargos trabalhistas, muitas vezes, sobrecarregam o orçamento, representando em média, 50% do total das despesas mensais. Afinal, para manter a portaria presencial em tempo integral é necessário de três a cinco funcionários. Tendo como base os custos da portaria atual, o síndico conseguirá fazer um comparativo realista ao avaliar os custos que envolvem a adoção das novas tecnologias e identificar os retornos positivos de curto, médio e longo prazo que cada uma delas pode proporcionar.

Por mais semelhantes que as soluções possam parecer, já que todas elas são utilizadas na automação da portaria, há diferenças significativas entre a portaria inteligente, virtual e remota. Ao optar pela implantação da portaria inteligente, por exemplo, o condomínio deixa de contar com profissionais na portaria e, a comunicação, geralmente é feita diretamente entre visitantes e moradores via interfone – necessitando que o condômino esteja em casa para autorizar qualquer acesso. O que não assegura a devida proteção contra tentativas de invasões a condomínios e entrada de pessoas não autorizadas e impede o controle dos registros gerais de acesso ao prédio.

A portaria remota, diferente da portaria inteligente ou virtual, realiza o controle de acesso ao condomínio à distância, como também facilita toda a gestão condominial. Dessa forma, a solução não deixa condomínio, moradores, visitantes e prestadores de serviços desassistidos, garantindo o controle, monitoramento e registro de tudo o que está ocorrendo dentro das dependências do prédio em tempo real.

A tecnologia permite efetuar os cadastros e registros das entradas e saídas de moradores, visitantes e prestadores de serviço, sejam pedestres ou veículos por meio de um único sistema. Dessa forma, a solução auxilia os síndicos no monitoramento dos processos de gestão do condomínio como um todo.

Principais diferenciais da portaria remota comparado às demais soluções

A maior diferença entre a portaria inteligente, virtual e remota está no monitoramento dos processos que permite uma gestão condominial mais eficaz. Na portaria inteligente e virtual é possível realizar apenas o controle do acesso ao condomínio remotamente, e alguns dos maiores problemas constatados pelo uso dessas soluções está diretamente associado a vulnerabilidade do sistema, que falha com a instabilidade de internet ou falta de energia. Além disso, não existe um suporte assistido, exigindo uma conduta mais proativa do síndico em constatar algum possível problema nos equipamentos.

Na portaria remota, além do monitoramento dos acessos ao condomínio à distância, há ainda outros diferenciais relevantes que proporcionam o monitoramento do condomínio 24 horas por dia, em todos os dias da semana, por meio de um sistema único e totalmente integrado. Para otimizar o processo da triagem dos acessos ao condomínio, por exemplo, é obrigatório a instalação de uma eclusa. Essa medida evita que pessoas não autorizadas entrem no condomínio pegando “carona” com outro visitante ou morador. Além disso, ajuda a inibir a tentativa de acesso de assaltantes ou pessoas mal intencionadas.

Por ser considerada uma solução mais completa, a portaria remota exige um investimento maior na instalação de um aparato tecnológico que inclui: câmeras, chaves de acesso personalizadas de acordo com permissões de entrada específicos para cada morador, eclusa para pedestres, contato direto com zelador e condôminos, aparelhos e tecnologias que garantam a autonomia da portaria em caso de falta de luz ou instabilidade na rede de internet.

Ao escolher por uma portaria remota que dispõe de um sistema de software e hardwares integrados, situações como falta de energia ou falha em algum equipamento são diagnosticados de imediato e o controle de prevenção é realizado automaticamente pelo sistema. Dessa forma, moradores não correm o risco de ficarem presos do lado de dentro ou de fora do condomínio, garantindo maior segurança e o acesso a suas casas.

A tecnologia permite que o contato para liberação de acesso seja feito via interfone ou contato telefônico, possibilitando que o condômino permita o acesso à visitantes ou prestadores de serviço sem necessariamente estar em casa. Além disso, o controle de acessos e as interações realizadas ficam todas registradas no sistema, o que garante ainda mais segurança aos moradores.

O custo-benefício da portaria remota se torna um diferencial a mais, já que a adoção da tecnologia fica muito mais atrativa em comparação com a portaria tradicional. Além da economia que traz, há muito mais benefícios para a gestão do condomínio como um todo.

Quer ficar por dentro dos principais diferenciais da portaria remota? Continue acompanhando o blog da Kiper.

  • COMPARTILHAR

  • |
  • |