Blog

Quais são as principais dificuldades na rotina do síndico?

Quais são as principais dificuldades na rotina do síndico?

11.06.18

|

postado por MARKETING KIPER

|

TECNOLOGIA

A rotina do síndico pode ser bastante atribulada, principalmente se a administração do condomínio não for realizada de forma eficaz. Afinal, são inúmeras as atribuições de competência do síndico e, por conta disso, cada vez mais a gestão condominial precisa ser realizada de forma profissional.

Com tantas atividades a serem realizadas, comandar a gestão de um condomínio se torna uma tarefa ainda mais desafiadora. O que exige uma mudança no perfil dos gestores que precisam adquirir habilidades práticas para lidar com questões ligadas à legislação condominial, assim como coordenar os serviços de manutenção e administrar a contabilidade. Por isso, ter conhecimento básico nas mais diferentes áreas que envolvem sua atuação é primordial para promover uma boa gestão.

Porém, há uma série de desafios na rotina do síndico, seja morador ou profissional que, muitas vezes, impede o representante legal de realizar a gestão do condomínio de forma mais eficiente. Para entender quais são as principais dificuldades que os síndicos em condomínios residenciais enfrentam e o impacto desses obstáculos na gestão, a Kiper — empresa que desenvolve uma solução tecnológica completa de acesso a condomínios —  elaborou uma pesquisa com síndicos de todo o Brasil.

Mais de 120 participantes responderam a pesquisa que serviu de base para a realização de um levantamento aprofundado sobre as principais questões que impactam atualmente o trabalho dos síndicos.

Confira os principais desafios na rotina do síndico relatados na pesquisa:

  • Fluxo de caixa apertado

Organizar as contas para alcançar um equilíbrio financeiro está entre as principais dificuldades dos síndicos. A administração do condomínio exige um planejamento minucioso  para que seja possível mapear as despesas ordinárias e também despesas extraordinárias de condomínio, esse controle pode ser semanal ou semanal. Mas, é importante que o síndico cumpra o cronograma de forma rígida para evitar gastos não planejados.

  • Moradores que não seguem os regimentos internos do condomínio

As áreas comuns de um condomínio, ou seja, aquelas que são de uso coletivo dos moradores, como piscina, salões de festas, garagens, entre outras, devem ser protegidas pelo síndico e funcionários e utilizadas com responsabilidade por moradores, visitantes e prestadores de serviço. Quando não há uma supervisão efetiva, a conduta inadequada nesses locais pode gerar conflitos entre vizinhos e a administração e sérios incidentes que podem, até mesmo, acarretar em ações contra o condomínio.

  • Resolução de problemas estruturais (canos, infiltrações etc.)

Realizar a manutenção predial de forma preventiva e periódica é tão essencial para a segurança do condomínio quanto investir em equipamentos modernos de monitoramento. Afinal, a ausência dessa prática pode pode acarretar em problemas nos equipamentos de uso contínuo dos condôminos como bóias das caixas d’água, bombas elétricas, piscinas, elevadores, portões etc.

  • Manter a segurança do condomínio

Como a segurança condominial é de responsabilidade do síndico, que pode responder juridicamente pelas ocorrências registradas no prédio, é importante que esse profissional busque alternativas que minimizem os riscos.

  • Conflitos entre condôminos

A convivência entre tantas pessoas pode gerar conflitos de diferentes âmbitos. Por isso, o ideal é que o síndico tenha um perfil imparcial e conciliador para lidar com situações que envolvem desde a cobrança de condôminos inadimplentes até questões ligadas à convivência entre moradores. Para isso, manter um bom relacionamento com todos os condôminos e uma comunicação eficaz é fundamental.

  • Controlar os acessos na portaria de prestadores de serviço e funcionários

A tecnologia se tornou aliada na administração de condomínios e investir na adoção de soluções em segurança tem contribuído para valorizar o empreendimento e torná-lo ainda mais protegido. A portaria remota é uma das principais tendências para modernizar a portaria de condomínio e é considerada hoje a solução recomendada para organizar o controle de acesso e a segurança do prédio.

Saiba o que uma solução para modernizar a portaria do condomínio precisa oferecer.

  • Lidar com inadimplência

A inadimplência em condomínios é considerada o principal problema dos síndicos e que impacta diretamente no bom funcionamento do empreendimento. Por esse motivo, agilidade e eficiência na cobrança são fundamentais para garantir que o pagamento seja efetuado pelos condôminos inadimplentes.

Todas esses obstáculos impactam diretamente na eficácia da gestão condominial e, portanto, devem receber atenção especial do síndico para que sejam solucionados. Caso contrário, as consequências de uma má gestão são inúmeras e podem colocar em risco o patrimônio. Entre as principais delas podemos citar a desvalorização do imóvel e a falta de uma rotina de manutenção preventiva que pode comprometer a segurança dos moradores.

Confira a pesquisa na íntegra acessando gratuitamente o infográfico

Entender quais são os desafios diários da gestão de condomínios residenciais é essencial para encontrar meios de solucionar os problemas que fazem parte da rotina diária e atender à complexidade de administrar condomínios.

Acesse gratuitamente o infográfico para conferir o resultado da pesquisa na íntegra. Neste material, detalhamos o perfil dos síndicos, entre outras informações sobre região de atuação, principais despesas e temas de interesse.

Quem receber outras dicas para administrar seu condomínio de forma ainda mais eficiente? Continue acompanhando os conteúdos do blog da Kiper.

  • COMPARTILHAR

  • |
  • |