Blog

Terceirização da folha de pagamento para serviços de portaria

Terceirização da folha de pagamento para serviços de portaria

13.03.19

|

postado por MARKETING KIPER

|

TECNOLOGIA

Contratar e gerenciar funcionários para o condomínio é uma entre as inúmeras tarefas de responsabilidade do síndico. Ao iniciar um relação trabalhista, é preciso cuidar dos cálculos e pagamentos como horas extras, férias, 13º salário e gratificações, contribuições previdenciárias e tributárias, etc. Agora, multiplique estas obrigações a todos os contratados do condomínio: serviços de portaria, limpeza, jardinagem, zeladoria, entre outros. Com certeza, o síndico terá muito trabalho pela frente.

Controlar estes processos é, além de uma atribuição, uma atividade até certo ponto arriscada. Afinal, qualquer descuido com prazos e valores pode gerar vários problemas legais e prejuízos financeiros ao condomínio. Por isso, muitos síndicos que não possuem expertise para atender estas demandas — que de fato requer conhecimentos contábeis mais aprofundados — recorrem à terceirização da folha de pagamento.

Mas como é possível repassar para terceiros este gerenciamento? Além disso, existe alguma maneira de reduzir custos com a contratação de profissionais, sem perder qualidade na realização das atividades diárias? Mostraremos algumas possibilidades ao longo do artigo. Confira!

Saiba como terceirizar a folha salarial dos serviços de portaria, limpeza e zeladoria

Para que o síndico não tenha que lidar com toda a contabilidade e entendimento jurídico que fazem parte dos processos da folha de pagamento dos funcionários, ele pode buscar por algumas alternativas. Uma delas é contar com uma administradora ou um escritório de contabilidade, que irá organizar a parte burocrática e financeira destas admissões. Outra é contratar empresas que atendem condomínios com serviços de portaria, limpeza, zeladoria entre outros. Nesse caso, estas empresas é que serão, de fato, os empregadores dos funcionários, arcando com as questões trabalhistas.

Porém, especificamente para os serviços de portaria, os síndicos ainda têm uma outra opção: a portaria remota. Além de não ter as demandas da folha de pagamento, o condomínio pode reduzir as despesas com esta função e ainda ampliar a segurança para os moradores.

Redução de custos com serviços de portaria

Neste aspecto, é preciso destacar que os custos com a contratação de pessoal para a prestação dos serviços de portaria em seu formato tradicional pode representar até 70% dos gastos de um condomínio.

Isso porque, para conseguir mantê-la em funcionamento de forma ininterrupta, é necessário contar com, no mínimo, quatro profissionais que se revezam em turnos. E cada um deles custa aproximadamente duas vezes mais ao empregador, pois, além do salário, deve-se levar em conta também o que é pago em impostos e encargos sociais como INSS, FGTS, IRRF, RAT, entre outros.

Assim, a portaria remota surge como uma alternativa eficiente e mais econômica para síndicos que querem otimizar as finanças do condomínio. Com este tipo de sistema, o controle de acesso de moradores, visitantes, prestadores de serviços e entregas é feito à distância por meio de uma central de monitoramento. A tecnologia contribui para automatizar a vigilância, reduzindo a vulnerabilidade de porteiros e condôminos e garantindo que se realize remotamente os procedimentos preventivos capazes de eliminar entradas indesejáveis e não autorizadas.

Ao buscar uma empresa que disponha de uma solução moderna e eficaz para serviços de portaria remota, é possível terceirizar esta folha de pagamento com muito mais comodidade e segurança. Afinal, é a empresa contratada que deverá disponibilizar uma equipe de profissionais para monitorar remotamente o condomínio em tempo integral — 24 horas por dia, todos os dias.

Vale lembrar que muitas empresas de segurança e administradoras também oferecem serviços de portaria remota. Só certifique-se de que a parceira conta com especialistas para este tipo de solução: que tenha expertise na instalação e integração de software, hardware e com os profissionais que irão operar o sistema, e ofereça sensibilização e treinamento para uso junto aos moradores. Do contrário, ao invés de facilidades, o síndico pode encontrar sérios problemas de adaptação para as rotinas do condomínio.

Para saber mais sobre portaria remota, sugerimos a leitura dos artigos Terceirização de portaria: vantagens e desvantagens e Saiba como economizar na folha de pagamento de condomínio.

  • COMPARTILHAR

  • |
  • |