Blog

Coworking em condomínio residencial: compartilhamento de áreas comuns para aliar qualidade de vida e trabalho é tendência

Coworking em condomínio residencial: compartilhamento de áreas comuns para aliar qualidade de vida e trabalho é tendência

29.04.19

|

postado por MARKETING KIPER

|

NEGÓCIOS

O trabalho remoto é uma tendência que está seguindo um caminho sem volta. De acordo com um artigo publicado no jornal Estadão, o relatório Quatro Ideias que Estão Moldando o Futuro do RH e da Contratação, realizado pelo LinkedIn, aponta que mais de 70% das pessoas entrevistadas querem ter flexibilidade de horário ou trabalhar remotamente.

E as empresas de fato têm liberado seus funcionários para trabalharem em casa, algo que pode trazer muito benefícios para o trabalhador, que ganha em qualidade de vida (já que não perde tempo no trânsito) e economia (porque gasta menos com gasolina e refeições fora de casa).

Já a empresa ganha na produtividade do funcionário e também em gastos com infraestrutura (já que o trabalhador deixa de exonerar a empresa em questões como uso de energia elétrica, cafezinho etc.).

Contudo, muitas pessoas que trabalham nesta modalidade enfrentam um desafio: como se manterem produtivas em meio à tanta distração que temos em casa? Realmente não é tarefa fácil.

A solução pode estar no coworking em condomínio residencial, que combina o profissionalismo do trabalho em escritório com a comodidade e a qualidade de vida do trabalho remoto. Neste post, falaremos um pouco mais sobre o coworking em condomínio residencial, suas vantagens e algumas dicas para aproveitá-lo da melhor forma possível. Vamos lá?

Vantagens de coworking em condomínio residencial

Em primeiro lugar, vamos explicar o que é o coworking e como ele funciona. Coworking é um escritório compartilhado com outras pessoas. Geralmente, é muito usado por profissionais autônomos que trabalham à distância. São espaços que oferecem uma estação de trabalho, com computador, cadeira e mesa, além do sinal de internet, energia elétrica e demais facilidades cobradas em uma taxa mensal. O custo de manutenção fica bem mais em conta para o profissional, se comparado ao que ele teria ao alugar uma sala comercial, por exemplo.

Já dissemos que há muitas vantagens em trabalhar em um coworking em condomínio residencial. A maior dela sem dúvidas é economizar tempo que você perderia no trânsito. Mas há também outros benefícios desse conceito:

Conforto, economia e flexibilidade

Enquanto muitas vezes em casa não temos um espaço confortável para trabalhar, o que dificulta manter o foco nas tarefas, em um coworking em condomínio residencial há um espaço específico para o trabalho, geralmente confortável e ergonômico, onde você pode se dedicar aos seus compromissos profissionais.

Por outro lado, você está praticamente em casa, e pode, por exemplo, se dar ao luxo de trabalhar com uma roupa um pouco mais confortável, deslocar-se para o coworking poucos minutos antes do início da jornada de trabalho, almoçar em casa etc.

Outro aspecto positivo é a economia: segundo matéria publicada pelo Jornal Cruzeiro, alguns adeptos do coworking em condomínios residenciais chegam a gerar uma economia de quase R$ 2 mil no orçamento, além das horas que seriam gastas no trânsito.

Infraestrutura completa

Coworkings em condomínios residenciais costumam prezar pela infraestrutura, o que infelizmente nem sempre podemos garantir em casa – e, às vezes, nem mesmo no escritório da empresa. Sendo assim, é muito provável que haja, por exemplo, salas de trabalho e de reunião preparadas para tudo o que você possa precisar em sua jornada.

Além disso, estes espaços costumam contar com internet rápida e acesso garantido. Outro aspecto que os coworkings em condomínios costumam oferecer é um espaço para fazer um intervalo, com cafeteira, geladeira, micro-ondas etc. Assim, você consegue fazer uma pausa para recarregar as energias, mas não perde tempo se deslocando até seu apartamento e nem dinheiro comprando lanches na cantina do escritório.

Mais possibilidades de networking

Muita gente que trabalha remotamente não gosta da solidão desta modalidade, além de reclamar da falta de discutir ideias com outras pessoas. No entanto, ao usar um coworking condominial, você tem a possibilidade de se relacionar com diferentes profissionais, que podem tornar sua rotina muito mais rica.

Por meio da troca de ideias, você pode melhorar seu trabalho, interagir com novos projetos e até fazer contatos importantes para você, sua empresa e sua profissão. Afinal, quem é que não se beneficia com a troca de experiências profissionais?

Regras para a utilização de coworking em condomínio residencial

No entanto, para que esse clima enriquecedor funcione, é preciso seguir algumas boas práticas para a utilização desses espaços, evitando confusão ou excessos entre os usuários. Podemos citar como exemplo:

Confira as regras do condomínio

É muito importante consultar informações como horário de funcionamento, presença de convidados externos, reserva de mesa ou sala de reunião, orientações de segurança em áreas comuns etc. E, é claro, seguir as orientações.

Nesse aspecto, também ressaltamos a importância de uma comunicação condominial eficaz, para que todos estejam a par das condições de utilização do coworking.

Faça silêncio

Evite falar alto, silencie aparelhos eletrônicos e use fones de ouvido para fazer reuniões ou ouvir música. Tente não usar ligações em viva-voz no ambiente compartilhado, já que pode atrapalhar o trabalho de seus vizinhos de mesa.

Mantenha a limpeza e a ordem

Mantenha seu espaço de trabalho limpo e livre de bagunça. Além disso, caso haja cozinha anexa, lave e guarde tudo o que usar, mesmo se houver serviço de limpeza.

Respeite os limites alheios

Algumas pessoas gostam de manter a informalidade no trabalho; já outras preferem um clima mais sério. Sendo assim, brincar com os vizinhos de mesa ou ultrapassar os limites não é pertinente. Não mexa com as pessoas sem ter intimidade, e não discuta aspectos pessoais no coworking.

Esperamos que você tenha gostado de nossas dicas! Caso tenha gostado e queira receber outros conteúdos sobre administração de condomínio, continue acompanhando nossos conteúdos no blog da Kiper.

  • COMPARTILHAR

  • |
  • |